linhahorizonte

NEUROCIRURGIA ENDOSCÓPICA NASAL



neuroendoscopia

O que é cirurgia endoscópica nasal?

É uma cirurgia onde um endoscópio rígido com câmera e iluminação própria é introduzido pelo nariz do paciente e com auxílio de instrumentos o neurocirurgião pode acessar a base do crânio e realizar cirurgias neste local sem cortes externos.


Que tipo de lesões podem ser operadas por este método?

A indicação clássica é operar lesões relacionadas a sela túrcica, especialmente adenomas da hipófise. Entretanto, com o desenvolvimento de instrumentos e modernização dos endoscópios e das técnicas cirúrgicas, atualmente mais lesões podem ser ressecadas na base do crânio em outras regiões adjacentes. Consulte um neurocirurgião especialista sobre seu caso.

tumor cerebral

O que é hipófise? O que são adenomas hipofisários?

A hipófise é uma glândula, também chamada de pituitária, localizada bem no centro do crânio em um compartimento ósseo chamado de sela túrcica ou sela turca. A hipófise tem a função de regular, por meio da produção de hormônios específicos, o funcionamento de diversas glândulas do corpo.

Os adenomas hipofisários são os tumores mais comuns da hipófise e são lesões benignas. Pela proximidade com o nervo óptico, um dos sintomas mais comuns é alteração (perda) visual. Outros sintomas incluem dor de cabeça e alterações hormonais, especialmente se o adenoma for secretor de algum hormônio. No caso dos prolactinomas por exemplo, que secretam prolactina, pode ocorrer infertilidade, alterações da menstruação ou da libido, produção inapropriada de leite pelas mamas. Na Acromegalia, os tumores produzem o hormônio de crescimento-GH de forma inapropriada e os sintomas podem ser: gigantismo, aumento dos dedos dos pés e das mãos, crescimento das orelhas, nariz e queixo, hipertrofia muscular, alteração da voz, etc. A Doença de Cushing, causada pela produção inapropriada de hormônio adrenocorticotrófico - ACTH, pode levar a obesidade, hipertensão arterial e diabetes etc. Um número significativo de adenomas hipofisários não secreta qualquer hormônio, provocando somente alterações neurológicas e deficiências hormonais.


Todos os adenomas hipofisários são cirúrgicos?

Não. O neurocirurgião avaliará em conjunto diversos dados como tamanho e crescimento do tumor, sintomas neurológicos e alterações hormonais presentes para indicar ou não a cirurgia.


Como é feita a cirurgia nasal?

Todos os adenomas hipofisários com indicação de cirurgia devem ser operados por este método?

Na cirurgia endoscópica nasal transesfenoidal o paciente é submetido a anestesia geral. A equipe de neurocirurgia em conjunto com a equipe de otorrinolaringologia faz um acesso a base do crânio por dentro do nariz, sem nenhum corte externo. É aberto uma cavidade chamada seio esfenoidal que fica no fundo nariz e separa ele da base do crânio. Uma vez aberto o seio esfenoidal visualizamos a sela túrcica por baixo. É retirado o osso de sua base e assim acessamos o tumor que fica nesta localização e podemos retirá-lo.

Nem todas as lesões desta região podem ser operadas por dentro do nariz. O neurocirurgião analisará a lesão e os riscos e benefícios de cada tipo de abordagem. Em alguns casos pode-se usar a via combinada: cirurgia aberta + cirurgia endonasal.

grafico endoscopico

Quais as vantagens e principais riscos desta cirurgia?

As vantagens desta abordagem são cirurgia menos invasiva, menor tempo cirúrgico, não se realiza cortes grandes na cabeça com menor desconforto pós-operatório e menor tempo de internação.

Os riscos são semelhantes ao da cirurgia aberta: risco anestésico, sangramentos e infecções pós-operatórias e fístula liquórica.


* Esse texto foi produzido e editado por Dra Raquel Zorzi - CRM 142761 - RQE 56460.