linhahorizonte

Outras doenças

HIDROCEFALIA EM ADULTOS



O que é hidrocefalia?

O cérebro é banhado por um líquido chamado de líquor ou líquido cefalorraquidiano (LCR). As funções principais desse líquido são hidratar e proteger o cérebro contra impactos. Há cerca de 140ml de LCR no nosso sistema nervoso, estando 70 ml nos ventrículos e outro tanto no banhando o resto do sistema nervoso, no chamado espaço subaracnóideo. A produção de LCR ocorre nos plexos coróides, que se localizam em cavidades dentro do cérebro que são chamadas de ventrículos laterais, na quantidade aproximada de 20 ml por hora, ou quase 500 ml por dia. Quando há um problema e ocorre o acúmulo do LCR dentro dessas cavidades, ocorrendo uma dilatação (aumento), chamamos de hidrocefalia. Por esse motivo que popularmente as pessoas dizem que hidrocefalia é chamada de “cabeça d’água” ou “excesso de água no cérebro”.

circulacao liquorica

Todas as hidrocefalias são iguais?

Não. O acúmulo de líquor dentro dos ventrículos pode ocorrer por vários motivos, como maior produção, menor absorção ou dificuldade de circulação. Se a hidrocefalia for causada porque o líquor não consegue circular adequadamente pelos espaços cerebrais temos uma hidrocefalia obstrutiva. Se for causada por excesso de produção ou dificuldade de absorção é chamada de comunicante, pois não há um ponto de obstrução definido.

hidrocefalia obstutiva

Quais são as causas de hidrocefalia em adultos?

As causas mais comuns de hidrocefalia em adultos são:

• Tumores cerebrais

• Infecções cerebrais (como neurocisticercose cerebral, meningite, meningoencefalite, etc.)

• Cistos cerebrais (cistos de aracnóide, cisto colóide, etc.)

• Sangramentos cerebrais com expansão para o ventrículo (chamadas hemorragias ventriculares)


Quais são os sintomas de hidrocefalia?

Os sintomas ocorrem porque o acúmulo de líquido começa a pressionar o cérebro que não tem para onde ir, já que o crânio é rígido (duro) e não expande para acomodar esse volume “extra” de líquido. Os sinais e sintomas variam muito de acordo com a idade, mas são iguais em uma hidrocefalia por qualquer causa, comunicante ou não. Os sintomas mais frequentes em adultos incluem:

hidrocefalia familia

• Dor de cabeça persistente e com piora progressiva

• Vômitos não relacionados com alimentação

• Dificuldade para manter-se acordado (sonolência)

• Agitação

• Perda de coordenação ou equilíbrio

• Tonturas

• Perda de controle da bexiga

• Declínio da memória, concentração e outras habilidades de pensamento


Como é feito o diagnóstico de hidrocefalia?

O médico especialista pergunta pela história do paciente e faz um exame físico neurológico. O diagnóstico é facilmente comprovado através de exames de imagem (tomografia ou ressonância de crânio) mostrando dilatação do sistema ventricular e o ponto/causa de obstrução, caso haja.


Qual é o tratamento da hidrocefalia?

O tratamento cirúrgico da hidrocefalia pode ser feito de 2 formas básicas:

1. Colocação de uma válvula – esse é o tratamento dito “clássico”, mais antigo e tradicional, e pode ser feito para as hidrocefalias obstrutivas e comunicantes. Nesse tratamento o paciente recebe uma válvula, que drena o excesso de líquido do sistema ventricular e transporta através de um cateter, que fica por baixo da pele, para outra cavidade. A localização mais comum para colocar esse cateter é o abdômen (sendo então chamada derivação ventrículo-peritoneal), mas também pode ser para o coração (derivação ventrículo-atrial), pleura, etc.

hidrocefalia derivacao
hidrocefalia valvula

2. Neuroendoscopia (Terceiro ventriculostomia endoscópica) – Essa é uma cirurgia mais moderna que a colocação de válvula, mas não serve para qualquer tipo de hidrocefalia. Nessa cirurgia o neurocirurgião introduz um aparelho com câmera dentro do ventrículo que é capaz de criar um caminho alternativo para o líquor circular, sobrepondo um ponto de obstrução, por esse motivo essa cirurgia geralmente se aplica para hidrocefalias obstrutivas. Essa cirurgia apresenta diversas vantagens, sendo a maior delas não ficar dependente de um sistema de shunt (válvula). Por vezes, quando há um tumor ou cisto, eles podem ser removidos também com esse procedimento. Para saber se o seu caso pode ser tratado desta forma, consulte um neurocirurgião que tenha experiência e especialidade nessa técnica.

hidrocefalia endoscopica

Quando procurar um neurocirurgião?

A hidrocefalia aguda é uma doença muito perigosa que pode evoluir rapidamente e levar ao coma e até a morte. Entretanto, a hidrocefalia também pode se desenvolver de forma um pouco mais lenta e progressiva dependendo da causa. Mas o importante é ressaltar que se há suspeita deste diagnóstico é aconselhado procurar um neurocirurgião para esclarecer todas as dúvidas com relação ao seu tipo de hidrocefalia, qual a melhor forma de tratamento, possíveis complicações e resolver o quanto antes este problema. Caso ainda tenha alguma dúvida clique aqui e nos envie uma mensagem.


* Esse texto foi produzido e editado por Dra Raquel Zorzi - CRM 142761 - RQE 56460.